quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

Pataniscas de peixe para aproveitar sobras de peixe

Há dias a minha amiga Dona Clara, a senhora dos correios, comentava comigo toda sorridente - "Já reparou que os dias começaram a crescer?! Agora as 17.00h quando o meu marido me vem buscar já o reconheço sem dificuldade nenhuma pois ainda é dia!" Para ser sincera ainda não tinha reparado. Enfiada num escritório sem janelas viradas para o exterior não me tinha apercebido desse facto tão interessante; Mas fiquei atenta. As 17.00 horas ainda é dia de facto!!! Tão bom que isso é!!!!! Portanto logo, logo vai chegar a primavera, o sol, o calor, as flores.... Ei, Ei mais devagarinho menina, ainda entramos pouco tempo no inverno... Sim pode ser mas que os dias estão a crescer isso estão!!! :) Cinco da tarde é mais ou menos a essa hora que começo a sentir ainda mais saudades das minhas pantufinhas, do aconchego de casa, mas sobretudo dos filhotes, do marido, de estar rodeado daqueles que mais amo... dá uma vontade irresistível de sair a correr para só parar em casa. Mas controlo-me e espero pacientemente mais uma horita para finalmente poder sair. É uma sensação tão boa de liberdade. Não pensem que não gosto do meu trabalho, mas como dona de casa, (sobretudo) mãe e esposa esse meu lado oprime o lado profissional. O ideal seria trabalhar em part time. Mas isso é impossível, nos dias que correm, infelizmente. Portanto vamos consilhando tudo o melhor possível.
O que é que vou fazer hoje para o jantar? É uma pergunta que faço milhentas vezes ao ano eu e quase todas as donas de casa, penso eu hihihihi! dias quando passeava pela blogosfera vi no blog da Risonha um aproveitamento de peixe transformado em deliciosas pataniscas. Mas que boa ideia, pensei com os meus botões! Vinha mesmo a calhar pois tinha uma douradinha assada toda tristonha que esperava no frigorífico por um destino minimamente digno . Se bem o pensei, melhor o fiz. Baseei-me na receita da minha colega de blog Risonha transformando-a um pouco a semelhança das pataniscas que costumo fazer. O resultado final foi este:






Vejamos se temos tudo
- + ou - 250 gr. de restos de peixe já cozinhado
- 1 ovo
- 100ml. de leite
- 3 a 4 colheres de sopa de farinha (uso a que tem fermento)
- cebola picadinha
- salsa picada a gosto
- alho em pó, sal e pimenta q.b.
- um golinho de cerveja
- Óleo e azeite q.b.

Retirar as espinhas e pele do peixe e desfiar mas não muito. Bater a gema de ovo com a farinha, o leite e o golinho de cerveja. Acrescentar a cebola que se fritou ligeiramente num fiozinho de azeite. Acrescentar a salsa. Se necessário acrescentar um pouquinho mais de farinha ou liquidos ao polme. Tem que ficar consistentes mas não duro nem muito liquido. Bater a clara em castelo com uma pedrinha de sal. Envolver delicadamente com o preparo anterior. Finalmente juntar o peixe delicadamente. Temperar com o alho em pó, o sal (pouco) e a pimenta. Levar uma mistura de óleo e azeite ao lume. Quando estiver bem quente fritar o preparo em pequena porções. Quando fritos, deixar escorrer em papel absorvente. Servir com arroz de legumes, tomate ou feijão. Servi com arroz soltinho de feijão mas como tivemos que esperar pelo marido deixou de ser soltinho e passou a ser presinho hihihihi. Mesmo assim e como a fome era mais que muito todos comemos e gostamos ;)





Apreciação: Os fihotes pediram para fazer mais vezes, não imaginando que estavam a comer o peixito que ninguém quisera no dia anterior. Ficam umas pataniscas de peixe muito saborosas, fofinhas e leves. A repetir muitas vezes.

Fonte: É uma óptima ideia que agradeço a minha colega de blog a Risonha. Vejam as explicações passo a passo no seu blog aqui. Obrigada querida Risonha, adorei a ideia. Beijinhos





6 comentários:

risonha disse...

ora essa querida colega!! lol
ainda bem que gostaram.. eu adoro que sobre peixe para fazer estas pataniscas, pois ficam muito boas e é uma boa maneira de acabar com as sobras.
e esse teu arroz de feijão tem um aspecto de lamber as beiças

Bombom disse...

Eu estava mesmo a ver que a Risonha já tinha vindo assinar o ponto.E não é que veio mesmo? Eu também sou "freguesa" dela!Estas pataniscas ficaram tão fofinhas!Eu não costumo pôr as claras em castelo e se calhar é esse o segredo.Para a próxima já vou experimentar.Obrigada Nanda e um beijinho .

m@ria...m@rie...m@ry disse...

adorei a ideia... se na fosse eu uma patanisca genuína pedia te uma pa provar!!!! :DDD

tem mesmo tão bom aspecto... acredito que os filhotes tenham gostado!

beijinho

winnie disse...

Vou-me mudar para a tua casa, só fazes coisas boas. lol

anokas disse...

Ola Nanda, es la primera vez que entro aqui, lo descubri por casualidade, buscava ptaniscas de peixe e mira por donde encontrei e o pessoal adorou a receita,levo 25 anos vivendo em Palma de Mallorca, aqui me casei e aqui tive os meus niños,mas as minhas raizes, coracao e estomago siguen sendo Portugueses,obrigado, e seguire vindo por aqui, beijinhos desde esta ilha maravilhosa.

Carla disse...

Da próxima vez que fizer arroz malandro experimente, assim que estiver pronto, acrescentar uma chávena de água fria. A água fria pára a cozedura e vai manter o caldinho (se sobrar ainda tem arroz com caldo no dia seguinte).
Vou experimentar as pataniscas.